quinta-feira, 7 de março de 2019

Tenho escolhas

Sinto no ar densidade... noto muita tensão. 

É fácil para mim ir atrás das tensões. Mas hoje, só por hoje, escolho desligar o botão às tensões, tal como desligo o da televisão, e escolho ter um sorriso que sai do coração. Um sorriso que treina aceitar tudo. Um sorriso que sabe que nunca entenderá nem um bocadinho minúsculo do que a cada momento acontece e por isso se deixa ficar em quietude, tal como um bebé se aninha no colo da mãe, seja este farto ou não.



terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Para que não me esqueça.

É aqui que estou hoje. É daqui que parto. Qualquer novo sítio onde vá, conhecido ou desconhecido, só pode ser mais além, só pode ser ainda mais alto.


quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

"Amadurecendo"

Insight do dia: As mulheres jovens postam por aí fotos das suas crias, as entradotas postam de gatos e cães.

(Insight quando me apanhei mais uma vez deleitada com a ronronice dos meus gatos na minha própria cama e não resisti a guardar para a posteridade a fofura e, claro, mostrá-la aos quatro mundos para ficarem todos tão derretidos quanto eu.)

domingo, 23 de dezembro de 2018

Bons todos os dias

Desejo a toda a gente, a todos os seres e ao planeta bons todos os dias.

Que todos os dias possam ser repletos de bom coração, de respeito, de autenticidade, de sorrisos, de alegria. Que nenhum ser se coloque em vantagem sobre nenhum outro.

Que jamais algum animal, humano ou não, passe fome, fique sem abrigo, sem direito à saúde, à liberdade e ao amor.

Que possamos todos morrer exclusivamente de velhos ou de doença. Que ninguém se sinta superior ou inferior; que felicidade alguma advenha de vitória sobre outros.

Que cooperemos em vez de concorrermos; que nos entre-ajudemos em vez de nos matarmos; que o umbigo de cada um seja o umbigo universal.

Que o próprio universo tome a forma de um coração, ou de um sorriso, ou até de uma gargalhada, de um gemido de prazer, de um abraço.

Desejo a todos os seres e ao planeta exactamente o mesmo que a mim. Que sejamos felizes todos os dias.



(Natal de 2013)


domingo, 2 de dezembro de 2018

Tenho dias

Tenho dias

Às vezes tenho sorrisos de orelha a orelha,
outras vontade de ser só eu
Tenho dias que não me calo
E outros em que só me apetece calar
Tenho dias que não tenho tempo para viver tudo
E outros em que não me apetece viver

Tenho dias em que as pessoas são todas boas
E outros em que não há pessoas boas

E cada dia é verdadeiro

Cansa-me tanta ambiguidade nos dias

Cansa-me tanto, que às vezes me apetece não ter dias

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Sonho muitas vezes em ser pequena e simples


Resultado de imagem para menina sonhadora
Sonho muitas vezes em ser pequena e simples, em dizer as coisas como quem fala e não como quem lê poemas, sonho em rir com anedotas, sorrir com as crianças e festejar os dias santos. Mas não passa de sonho. Não tenho a simplicidade dos pássaros, nem a ousadia dos guerreiros, tenho antes o sangue fervente de todos os poetas. Não sei se lhes toco a genialidade em alguma coisa, mas toco-lhes seguramente o sentimento. Gosto de ter alma de poeta, sim, gosto. Mas já as dores, as preferia dores de guerreiro.


Sonho muitas vezes em ser pequena e simples, em dizer as coisas como quem fala e não como quem lê poemas, mas são só sonhos. A vida teve outros planos para mim.

Às vezes revoltam-me os planos da vida, outras abro-lhes os braços, sorrio e agradeço muito.

Curiosa esta coisa de viver.

Eu não existo

Já me vi só triste. Já me vi só feliz. Hoje vejo-me tudo. Tudo oscilante. Sinto-me um corpo onde as várias facetas da vida se vão manifestando.

Não, não sou eu que grito, não sou eu que choro, que canto, que encanto, desencanto. São sopros de vida que vão animado este corpo ao passarem por ele.

Eu não existo.

Mesmo as emoções que se manifestam não lhe pertencem, nem a mim, que não existo.

Talvez a dor seja dele, a dor física, só isso. Tudo o resto são brincadeiras de São Valentim, de São Judas, do Diabo, de Deus e sei lá de mais o quê.

Chateia-me nem sequer a chave da porta ter.

Nem sei o que se chateia. Mas sei que chateia.